TV SOBAPE   SOBAPE NOTÍCIAS   CENTRO VIRTUAL   PEDIATRICS   NEOREVIEWS   REVISTA BAIANA
 
Página principal

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Sobape participa de debate sobre Plano Municipal pela Primeira Infância
Publicada em 19/08/2021


 

A Sociedade Baiana de Pediatria (Sobape) participou, representada pela sua presidente Dolores Fernandez, da discussão interdisciplinar sobre os aspectos do Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI) de Salvador, durante uma audiência pública virtual, realizada pela Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira (19). A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Luciana Silva, também integrou a programação.

“Nós temos uma dívida imensa com a criança no nosso Estado e ela é invisibilizada. Poucos programas têm sido efetivados em relação à criança e ao adolescente. É preciso reunirmos os intersetores para que possamos pensar de maneira ampla, conjunta na proteção e na efetivação das ações”, destacou a pediatra Dolores Fernandez.

O PMPI preconiza atenção especial e agenda prioritária para as crianças até os seis anos, pautadas em nove eixos fundamentais que vão desde a garantia de direitos em saúde, educação assistência social, do direito de brincar, até o enfrentamento às diversas formas de violência contra as crianças. Segundo estima o IBGE, Salvador tem 200 mil crianças nessa faixa etária.

O texto do PMPI foi elaborado por um grupo de trabalho que envolveu entidades da sociedade civil e órgãos da prefeitura de Salvador, e desde dezembro de 2020 está nas mãos do Executivo Municipal.

A pediatra Dolores Fernandez lembrou da interlocução da Sobape junto ao vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB) – mediador da audiência pública – para dar celeridade à votação na Câmara, para que a prefeitura de Salvador coloque o plano em prática.

"Vamos priorizar a fase primordial da vida, que é de zero a seis anos. O plano não pode mais ficar na gaveta”, cobrou Fernandez.

Ao longa da sua apresentação, a presidente da Sobape pontuou que o PMPI é também um instrumento importante de justiça social, uma vez que ele oportuniza promover a equidade de condições para todas as crianças desenvolverem talentos e aptidões. Em outra ponta, o plano ajuda a consolidar as políticas de atenção às situações de vulnerabilidade e amplia a assistência às famílias.

Também participaram da audiência, a especialista em saúde do Unicef, Francisca Maria Oliveira Andrade, a promotora de Justiça do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Karine Campos Espinheira, a integrante da Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil - seccional Bahia (OAB-BA), Indiamara Rodrigues Sales, o representante da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), também coordenador da Atenção Primária em Saúde de Salvador, Abdon de Oliveira Brito, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Salvador (CMDCA), Tatiane Jesus da Paixão dos Santos, a coordenadora Arquidiocesana de Salvador, Sheila Pitanga Ribeiro Sanches, e a membro do Colegiado do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador (Fetipa), Gildete Sodré de Brito.

 
Listar todas as notícias
 


Av. Professor Magalhães Neto, 1450 - Caminho das Árvores - Salvador, BA Telefone: (71) 3341.6013
By Designer Kéu Meira Resolução Mínima de 1024 x 768 © Copyright 2013 Sociedade Baiana de Pediatria